Entenda qual é a importância da ergonomia e por que sua empresa deve investir em condições de trabalho ergonômicas.

 

A ergonomia no trabalho é importante por vários motivos. De acordo com a norma regulamentadora 17 (NR-17), existem uma série de fatores que devem ser atendidos.

Estabelecer parâmetros para prevenir lesões por esforços repetitivos (LER), além de patologias específicas, faz parte da segurança do trabalho.

Após uma análise ergonômica, as estações de trabalho devem atender aos requisitos da NR-17, sob penalizações impostas pelo ministério do trabalho.

A ergonomia é também uma forma das empresas aumentarem a produtividade.

No post de hoje, você confere o que a falta de ergonomia pode causar, além de entender qual a importância da ergonomia no trabalho.

 

Por que minha empresa deve se preocupar com a ergonomia no trabalho?

Quando uma empresa adota uma abordagem proativa para o bem-estar de todos os funcionários, ela relata níveis mais altos de satisfação no trabalho.

Também aumentam os níveis de comprometimento – mas esse não é o único motivo para você investir nisso.

Ao demonstrar cuidado com a saúde dos trabalhadores, você produz, automaticamente, uma série de benefícios para sua empresa. 

Um exemplo disso é a taxa de rotatividade que, desde sempre, é um problema que parece pouco solucionável e vem causando dores de cabeça em grandes empresários. 

Se as pessoas se sentem valorizadas, bem cuidadas e respeitadas, o engajamento aparece e permanece.

Quando os funcionários estão mais comprometidos com a empresa, eles são mais produtivos e apresentam muito mais iniciativa e esforço nas tarefas. 

É como um agradecimento, uma retribuição pela demonstração de cuidados que sua empresa oferece. Algo que você não vê em empresas que agem da forma contrária.

Como resultado de maior engajamento dos funcionários, satisfação e produtividade, a empresa tem sua imagem corporativa melhorada, o que pode levar a melhores relações comunitárias e à atração de novos colaboradores.

 

Exemplo para outras empresas

Já imaginou sua empresa sendo um case de sucesso a partir da aplicação de ergonomia no ambiente de trabalho? Essa é uma boa inovação para ser implementada.

Veja alguns cases de sucesso que encontramos:

Algumas fortes evidências sugerem que a presença de uma abordagem organizacional ampla para a saúde e bem-estar tem implicações financeiras a longo prazo. 

O National Business Groupon Saúde descobriu recentemente que os empregadores que têm programas de saúde e de produtividade são capazes de reduzir dias de incapacidade entre 10% e 35%, além de melhorar o retorno das taxas de trabalho em pelo menos 6%.

Na prática, programas de ergonomia aumentam o ROI para as empresas.  

Por exemplo: cadeiras ajustáveis, equipamentos, capacitação de trabalhadores e avaliações de estação de trabalho não são aplicações com um custo muito alto, mas trazem um retorno extremamente satisfatório em um período de tempo de curto e médio prazo. 

Pessoas felizes e saudáveis trabalham melhor e você precisa perceber isso o quanto antes.

Um exemplo claro, segundo a OSHA (Occupational Safety & Health Administration), é que algumas empresas americanas, após aplicarem esses métodos em seus ambientes de trabalho, reduziram o custo médio com distúrbios osteomusculares e reclamações de US$ 12.000 (em 1992) para US$ 2.500 (em 2002).

A Red Wing Shoes, fábrica muito conhecida no ramo de botas, também implementou um programa de ergonomia com modificações no equipamento.

A empresa se deparou com uma diminuição drástica dos custos dos trabalhadores, a partir de US$ 4.4 milhões para US$ 1,3 milhões.  

A Demby apresentou estudos de caso que demonstram ROI positivo, tais como Blue Cross Blue Shield, que inseriu um programa de ergonomia abrangente.

O resultado foi uma redução de 70% em dias de trabalho perdidos e 89% dos custos da compensação dos trabalhadores.

Programas de ergonomia podem ajudar e muito as organizações a alcançar seus objetivos e metas de negócios, basta você começar a aplicar e esperar o resultado positivo aparecer.

E você, já testou algo para o bem de seus funcionários que gerou mudanças positivas em toda a empresa? Conte para nós.